Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Bola não é Quadrada!!

A Bola não é Quadrada!!

12
Dez19

VINICIUS, PIZZI & Cª LDA, SUCURSAL NA EUROPA

A Dona da Bola

VINICIUS, PIZZI & Cª, LDA_SUCURSAL_page-0001.jpg

No início desta semana abri uma empresa na hora, com a certeza de que a mesma, teria sucesso pelo nome que escolhi! Ao pronunciar o nome da empresa, instantaneamente, reconhceríamos todas as qualidades necessárias para vingar no mercado (seja ele qual for). Eficiencia, visão, eficácia, segurança e liderança, requisitos que consegui reunir na minha equipa de trabalho, garantiram-me a consolidação de um lugar de destaque no mercado nacional, e até algum distanciamento dos principais concorrentes (não que dâ para descansar à sombra da bananeira, mas qualquer distância é positiva!). Próximo passo, alargar o mercado de atuação e conquistar outros mundos. A Europa, por exemplo. Bem, aqui as primeiras incursões não correram muito bem, tentamos com uma abordagem diferenciada em relação ao mercado interno, mas o índice de penetração no mercado externo não foi o esperado. Mudamos a estratégia, e apesar de um revés de última hora, lá conseguimos encontrar o nosso espaço no mercado. O mercado é mais pequeno é certo, não tem tantos consumidores nem dá para ganhar tanta margem, mas isso não significa que seja menos exigente. Os requisitos que tão orgulhosamente demonstramos no mercado nacional, tem que ser usados no mercado europeu. A exigência é maior, os concorrentes mais agressivos e o mercado não perdoa qualquer vacilo!.

O grande desafio passa por manter a quota de mercado interno, o que exige o mesmo empenho, dedicação e eficiência de até agora, e aumentar a quota no mercado europeu! E mesmo que as margens de lucro sejam mais pequenas, a Europa é sempre a Europa, um mercado com outra visibilidade e com muitos mais consumidores!

Mudando agora radicalmente de assunto (ou se calhar não!), terça feira o SLB engalanou-se defronte dos russos (principais adversários dos portugueses no ranking da UEFA) e fez uma exibição digna da Liga dos Campeões devidamente acompanhada pelo resultado! Mais uma vez torna-se difícil destacar um só, mas há sem dúvida alguns que fazem com os outros brilhem também! Pizzi, no seu pico de forma é simplesmente  fabuloso, digno capitão da equipa, Ody que só fazendo uma defesa, foi a suficiente para demonstrar todo o seu valor, Cervi, que merecido o golo que acabou por desbloquear uma partida que podia ficar complicada, Vinicius&Chiquinho que mesmo não marcando vão criando os espaços e as oportunidades para outros marcarem e Gabriel, ai que bem que te fez o puxão de orelhas, mais um jogo em que foi massacrado pela agressividade dos adversários e que nunca respondeu na mesma moeda, respondeu "apenas" enchendo o meio campo e fazendo passes milimetricos para o ataque. Do bom início da partida, passando para o nervosismo de o golo não surgir passando para uma 2ª parte digna de um campeão, que entrou sentindo que se continuasse a tentar a bola acabaria por entrar, até ao manietar completo da equipa adversária, foi um jogo repleto de bom futebol. Despedimo-nos da melhor maneira do mercado grande, mas penso que poderão contar com o SLB no mercado mais pequeno, que mesmo sendo mais pequeno, continua a ser apetecível!

Que a arte e o engenho se mantenham e assim possamos agarrar os mercados, interno e externo.

Terça, na Luz, a bola rolou e rodopiou, porque a bola não é quadrada!!!

 

 

09
Dez19

VINICIUS, PIZZI & Cª, LDA

A Dona da Bola

VINICIUS, PIZZI & Cª, LDA (1)_page-0001.jpg

Sabem quando queremos abrir uma empresa e temos pressa, não podemos esperar pela aceitação do nome que gostavamos e dão-nos uma listagem de nomes já aprovados, onde podemos encontrar pérolas como "Audazpigmento", "Brigadecastle", "Bronzóbvio", "Vartimoltiper" ou "Vestigiopinativo" (os/as recepcionistas destas empresas até dão voltas à língua ao atender telefones!!!)? Ora, a minha próxima empresa já tem nome, que não quero pessoal de baixa por luxações na língua ao atender o telefone, Vinícius, Pizzi & Cª, Lda e nem preciso de qualquer tipo de slogan, o nome diz tudo:Vinucius sinónimo de Eficácia, não é preciso muito para que o trabalho apareça bem feito, Pizzi equivalente a Visionário, sempre à frente dos concorrentes, Cª Lda assegurando a Segurança - Rúben&Ferro&Ody -, a Eficiência - Gabriel&Adel&Chiquinho - a Dedicação - Cervi&Grimaldo&Tomás -  e quando é preciso que alguém descanse um pouco, temos sempre o Samaris&RDT&Sefe&Tino&Tavares&Almeida.....e outros mais, todos sob a batuta do Lage. Eh pá, já estou a ver a faturação .... Vinicius, Pizzi & Cª Lda, o seu sonho acontece aqui.....

Sábado no Porto, assistimos provavelmente, ao melhor jogo da época do SLB, e não tem a ver com o resultado dilatado, que isso tem sido, felizmente uma constante, tem a ver com a atitude e segurança que os jogadores passaram para quem estava a ver o jogo. Num campo tradicionalmente dificil e contra uma equipa com qualidade, o seu lugar na tabela classificativa não deixa mentir, encaramos o jogo como há muito não víamos mas há muito desejavamos. Mandões desde o primeiro segundo, atiramo-nos para cima do adversário sem dó nem piedade, e o resultado apareceu logo nos primeiros minutos, o golo foi bem anulado, mas a receita estava encontrada e cedo percebemos que iamos assistir a um belo espectáculo! O primeiro golo é de uma simplicidade que até dói, quem disse que o futebol para ser bonito é preciso que seja adornado de fintas e reviengas?!?!? A eficácia é sem sombra de dúvidas um dos requisitos mais importantes para o futebol, e em 3 passes a bola chega áquele que neste momento é o rei da eficácia que sem qualquer cerimonia faz o que melhor sabe, para nosso delírio! E mesmo depois da desatenção que deu origem ao golo do empate, literalmente caído do céu, a equipa não se desmoronou ou desfocou, e a segunda parte foi ainda mais dominada pelo clube da luz! E mesmo que o golo do Cervi seja ilegal (dou isso de barato) o resultado e o vencedor do jogo seria sempre o mesmo. Mas como não queremos que fiquem quaisquer dúvidas sobre o vencedor, marcamos mais 2 golos, ambos de belo efeito, e fechamos com 4-1, cimentando assim o nosso primeiro lugar.

Não consigo destacar ninguém, falo de todos porque todos estiveram bem, quer no plano individual, quer no plano coletivo. Claro que é mais fácil falar de quem marca os golos, Vinicius que já não espanta ninguém, Cervi que há muito merecia, pois é de longe um dos mais esforçados e dedicados e Gabriel, que no sábado pediu de forma sublime desculpa a todos os adeptos, para além de ter estado irrepreensível a meio campo (era tão fácil descambar num jogo em que a distribuição de cacete foi uma constante!!!) marcou um belo golo de cabeça, recebendo, com isso, o nosso perdão! Mas não podemos ficar por estes, o Adel, o Pizzi e o Chiquinho, olearam a máquina, e a produção atacante muito deve às movimentações, passes, interceções, e tantas outras coisas destes 3 meninos. Lá atrás, Ody e Cª, Lda, dão-nos a segurança de que mesmo que uma coisa corra mal, vamos sempre a tempo de a corrigir se não perderem a concentração.

Resta-nos esperar que esta receita seja replicada para as partidas que se seguem, para que nós adeptos possamos usufruir do espetaculo com emoção, sim, mas sem sobressaltos que não gosto nada de montanhas russas!

No Bessa, sábado, a bola rolou e rodopiou, porque a bola não é quadrada!!

 

25
Nov19

NOTA ARTÍSTICA 5.0

A Dona da Bola

NOTA ARTÍSTICA 5.0_page-0001.jpg

Existem vários desportos que são pontuados na sua vertente artística, a execução técnica, a graciosidade ou o sincronismo, assumem, em muitos desportos, o papel principal na pontuação final do executante, seja ele individual ou coletivo. A patinagem, a ginástica, a natação sincronizada ou os saltos para água, tem uma forte componente artística associada.

Os mortais engrupados à retaguarda, os flic flac´s ou as figuras obrigatórias são treinadas até à exaustão, para que a nota artística seja a mais alta possível (quem não conhece a Simone Biles com os seu mortais e piruetas que arrancaram pontuações históricas, fenomenal para uma rapariga que nem metro e meio tem!!!)

Felizmente, para nós benfiquistas, no futebol a nota artística de nada vale para o resultado final, ela é apenas necessária para nosso deleite. E por estes dias, temo-nos deleitado pouco tão fraquinhas tem sido as exibições do glorioso.

Depois da avalanche de bom futebol com que fomos inundados no tempo do JJ (ca ganda bofetada deu ele este fim de semana aos nossos irmãos de Vera Cruz!!!), embora nem sempre com os resultados esperados (não esqueço as finais perdidas da Liga Europa e muito menos os 5-0 do FCP!!!), atravessamos um deserto artístico com o Rui Vitória, embora coroado de exitos (o futebol é do catano !!!) e atingimos o oásis das exibições (pelo menos pensavamos nós) quando a meio da época passada Lage assume a equipa e põe-na a faturar e a brilhar como nunca ( e mais uma vez com algumas perdas que não podemos ignorar, as eliminatórias da Taça de Portugal e Liga Europa que estavam nas nossas maõs e fugiram como por magia!). Parece que o resultado final ainda desassociado da nota artística o que para nós é um contrasenso.

No sábado, em Vizela, mais uma eliminatória da Taça de Portugal foi disputada, o campeão nacional em título, primeiro classificado da 1ª Liga visitava o clube local, 1º classificado do Campeonato de Portugal. Dito assim, parecia fácil e feito....mas não foi! A Taça de Portugal, prova Raínha é pródiga em Tombas Gigantes, as equipas, ditas mais pequenas, agigantam-se e como uma força (onde já ouvi eu isto!) são empurradas para o seu melhor jogo, deixando os seus adeptos crentes numa possível vitória e consequente eliminação da dita equipa mais forte (eu sei disto, os adeptos sabem disto, todo o mundo sabe disto, será que os jogadores não sabem?!?!?!) E às vezes acontece...O Vizela deve ter feito o seu melhor jogo da época, e nem o facto de jogarem grande parte da partida com menos 1, os atirou lá para trás , numa tentativa de segurar o 1-0, não, foram sempre que podiam, para a frente, e aí temos todos que lhes tirar o chapéu! Ao SLB, restou tentar, muitas vezes sem nexo, aproveitar essa pseudo vantagem numérica e virar o resultado, o que conseguiu. Não deixou saudades o jogo, não ficamos deleitados, mas passamos a eliminatória (há quem não consiga, não podemos esquecer!).

Coisas boas de sábado, virar um resultado desfavorável, o RDT marcou um golo, o Vínicius confirmou o que penso dele (que pode ser um grande avançado cheio de golos), o Grimaldo continua a jogar e a pensar bem o jogo e o Jota fez uma assistência para golo que o levou às lágrimas, provando que sente a camisola como uma verdadeiro benfiquista.

As coisas más estão à vista, a fraca exibição, em contradição com os resultados finais, deixa-nos sempre em estado de alerta e nervosismo, porque tem dado para o resultado mas estamos sempre à espera do dia que não dê!É preciso jogar mais e melhor, porque o talento está lá, nós já o vimos, camuflado numa apatia coletiva que não o deixa sair! Mas nós sabemos que está lá e é por isso que acreditamos que mais cedo ou mais tarde (esperando sempre que seja mais cedo!) ele vai voltar a aparecer! Que seja já quarta feira ou então dia 30 na receção ao Marítimo, num tapete digno duns mortais ou flic flac´s à maneira!

Sábado a bola rolou, devagar, devagarinho, em Vizela porque a bola não é quadrada!

 

 

13
Nov19

IR AO TAPETE....

A Dona da Bola

IR AO TAPETE.png

O espectáculo para os lados da Luz parece que anda enguiçado!!!Não tem havido ovações de pé nem pedidos de encore, mas o povo não se pode queixar dos pontos que se tem feito, em 33 possíveis fizeram-se 30, nada mau, pelo menos melhor que todos os demais da 1ª Liga! Podemos juntar o melhor ataque, a melhor defesa e o melhor marcador, bem visto assim a coisa até corre bem!!!

Se esticarmos a análise até à Liga dos Campeões, aí a coisa muda de figura, em 4 jogos só se fizerem 3 pontos dos 12 disponíveis, mantendo-se o nível do espetáculo por baixo do espectável! O LFV já afirmou por diversas vezes que quer que o SLB reescreva o seu nome no mapa do futebol europeu com a prata da casa uma vez que academia do seixal é pródiga em talento. Não duvido do talento, e não tenho dúvidas  que o plano passa por colocar as jovens pérolas a jogar na mais alta competição europeia o mais cedo possível (só assim se explica as convocatórias para os jogos da Liga dos Campeões), abdicando até de alguns dos milhões que as vitórias e os empates da Liga dos Campeões comportam (isto de ter a tesouraria desafogada não é para todos!!) mas faltou dizer claramente isto aos adeptos, que o SLB, na figura do seu presidente, está disposto a abdicar de alguns resultados e euros, arriscando alguns jogos de fraca exibição (desde que não nos envergonhem!!!) autorizando assim o seu mister às mais variadas experiências com os pequenos super wings!! Até estou na disposição de aceitar este período de integração dos pequenos diamantes na elite europeia, desde que esta não se estique por tempo indeterminado e que não se esgote todo o milhãozinho que temos de reserva e que tanto trabalho nos deram a arrecadar!

Cá por casa, as coisas não podem ser geridas da mesma forma, e dos últimos 4 jogos que aconteceram desde a minha última publicação, pouco há para contar. Tirando a exibição contra o Portimonense e a cambalhota nos Açores, em que já se pode ver, lá ao fundo o bom futebol que se praticou na época passada, pouco mais se pode acrescentar! Valha-nos  os pontos, esses tem sido arrecadados com todo o afinco, o que nos vale o primeiro lugar, descolado, não por muito é verdade, mas descolado do 2º classificado.

Uma coisa não mudou desde a época transata, a prestação da 3ª equipa, ah que maravilha, é vê-los a tentar de todas as formas evitar os 3 pontitos para o glorioso, e quando o homem principal do apito parece que quer fazer a coisa certa lá vem o outro que está comodamente sentado na cidade do futebol, com milhentos ecrãs, análise de todos os ângulos, linhas e mais linhas, e mesmo assim consegue não ver o que se lhe esbarra no nariz!!! Enfim....

A relva, essa é que é a principal responsável, já fez ir ao tapete o Chiquinho, o Rafa, o Gabriel, o Pizzi, o Rúben, o Ferro....é vê-los sem qualquer aderência e a escorregar no pior momento de todos ou a querer marcar um canto ou fazer um passe de 30 metros e o raio do tufo da relva a estragar tudo! Felizmente a relva já foi trocada e está a assentar! Esperemos que com ela tenha sido arrancado também o enguiço que por lá pairava e tenha sido semeada nova dose de magia que estou desejosa de ovacionar os meus meninos!

A bola tem rolado, devagar, pesarosa, mas rola, rola porque a bola não é quadrada!

Nota Final: Os meus parabéns ao Lage e sua esposa pelo novo rebento que vem a caminho!!! Muitas felicidades!

 

 

 

21
Out19

NEM CARNE....NEM PEIXE....

A Dona da Bola

NEM CARNE...NEM PEIXE...._pages-to-jpg-0001.jpg

Sabem quando nos perguntam se queremos carne ou peixe e a nós só nos apetece um bom prato de camarão??!?!!

Pois na sexta feira em Almada só me apetecia comer um bom prato de camarão enquanto via, pensava eu, um espectáculo de bola na TV. Puro engano meus amigos, apesar da diferença de valia e valor o espetáculo não foi assim tão bom!

Após uma férias forçadas, no que ao futebol diz respeito, regressamos aos relvados ávidos das boas jogatanas e dos golos! E olhando para o valor da dupla de atacantes do SLB, uns míseros 37 milhões de euros, que dariam para alimentar o orçamento do Cova da Piedade por alguns anos, convencemo-nos disso. Não obstante a diferença teórica entre as equipas, e alertados para o que um excesso de confiança poderia trazer (os amigos do outro lado da 2ª Circular que o digam) era preciso entrar forte, dominar, estrangular o adversário e marcar (o 1º golo cedo), marcar, marcar e....marcar! Claro que isto tudo adornado com uma bela exibição, daquelas que já vimos e temos saudades.

Infelizmente, não foi assim, e não que alguma vez a eliminatória estivesse em risco, mas a exibição foi bem abaixo do resultado! 70% de posse de bola não foram suficientes para engendrar grandes jogadas culminadas por belos golos! Mas como água mole em pedra dura tanto bate até que fura, lá fomos levando a nossa avante e os 4-0 finais selaram um jogo sem muita história.

Afinemos a máquina porque os Cova da Piedade do mundo do futebol, não nos saem na rifa todas as semanas, e o próximo adversário joga noutro campeonato! E os milhões, que ainda não ganhamos, fazem sempre falta.

Coisas positivas, sim porque também houve coisas que possamos enaltecer, o regresso do Florentino (o meu polvo preferido), os dois golos do Pizzi e os dois golos do Vinicius, que apesar de ainda não me ter convencido na totalidade do seu valor, vai bem encaminhado!

Quarta feira, lá estaremos todos esperançosos de uma grande noite europeia (que tanto precisamos e merecemos) contra uma equipa bem estruturada e acima de tudo com o peito cheio dados os pontos e os milhões já amealhados este ano na Champs (em homenagem ao JJ e à sua excelente prestação em terras de Vera Cruz)!!

Na sexta, lá depois da ponte, a bola rolou, porque a bola não é quadrada! 

26
Ago19

O TROPEÇÃO....

A Dona da Bola

O TROPEÇÃO.....jpg

Aquilo que nenhum de nós, benfiquistas, queria que acontecesse aconteceu...Muitos esfregaram as mãos de contentes após a pobre exibição de sábado, mas nenhum cataclismo se abateu para os lados da Luz, nenhum campeonato foi perdido, não se perderam milhões, apenas o orgulho ficou ferido, e os 62.000 espetadores choraram o valor gasto no bilhete, tão fraco foi o espetáculo!

O Sérgio urdiu bem a sua estratégia, atou os pés, as mãos e a cabeça aos jogadores do Benfica, e eles, apanhados na sua teia não se conseguiram libertar. Não houve paciência nem arte para driblar o adversário, o que é estranho, numa equipa que respira confiança, não é normal que, frente a um forte adversário, os jogadores do Benfica ficassem tolhidos à primeira dificuldade! Vai acontecer mais vezes, temos que estar preparados para isso!

A única peça do Benfica que não se deixou levar pelo marasmo dos seus colegas foi o Ody, que com um punhado de defesas extraordinárias, evitou que a derrota virasse uma humilhação histórica! Mesmo assim, continua com dificuldades em sair da pequena área, mas compensou as hesitações com defesas, quase impossíveis.

Daí para a frente foi o descalabro, não me lembro de um jogo tão fraco na era de Lage, e desde a intensidade, passando pela garra e acabando no fio de jogo, não houve nenhum inicador de jogo, nos seus níveis normais! Fomos levados num flashback a tempos em que jogavamos para o empate ou para não perder, qual equipa do meio da tabela! 

Com a pressão bem alta, o FCP tirou-nos espaço até para respirar, e foi paciente o suficiente para esperar pela oportunidade certa, e num canto, meio atabalhoado, tal como a exibição do Benfica, lá chegou à vantagem! Mas a vantagem não ficou só pelo marcador, a vantagem estendeu-se até à alma dos jogadores do FCP, que se agigantaram em contraponto ao encolher ainda mais dos jogadores do SLB! Mais uma vez, não compreendemos esta reação, onde estava aquela equipa que ainda há poucos meses, virou um resultado de 1-0, em pleno dragão, assumindo a liderança do campeonato, para nunca mais a perder??? Não me respondam, falta o Félix ou o Jonas, que já provamos que mesmo sem eles é possível ligar o rolo compressor!

Que seja um jogo que fique na memória dos jogadores do SLB como sendo aquele que nunca mais querem repetir e se apague na memória dos adeptos e seja substituido por outros em que o resultado seja diferente e a exibição nos leve de novo aos píncaros!

Notas finais, o fair play no final do jogo entre jogadores e treinadores (é sempre mais fácil haver fair play quando se ganha, não é Sérgio?!?!?!) e algumas palavras para um sr. que vestiu de preto e que foi gozado e enxovalhado, como há muito não via, tem a certeza que a arbitragem é uma atividade que deva desenvolver??? 

Sábado a bola rolou .........pelo menos para os jogadores do FCP ela não foi quadrada!!!!

 

 

 

19
Ago19

NÃO PERDER O NORTE.....

A Dona da Bola

 

NÃO PERDER O NORTE....jpg

No sábado, Lage tinha um borrego para matar (sabiam que esta expressão surgiu no Estádio do Sporting, na década de 50-60, inventada pelos tratadores da relva (pelo menos uma das versões que li é essa, foi a que mais gostei por acaso)? Será por isso que o Sporting é o clube nacional com o maior borrego para matar, a conquista do campeonato que lhe foge há quase 20 anos?...adiante). O borrego do Lage (ai que mal que isto soa!!) chamava-se Belenenses SAD, mas não era um borrego assim tão grande, era a única equipa que conseguiu não perder com o SLB, após Lage ter assumido o leme da equipa da Luz. Os pupilos de Silas, cientes deste feito, não quiseram deixar os créditos por mãos alheias e dificultaram a vida à turma de Lage.

Nestes jogos, não se pode deixar que a ansiedade tome conta de nós, e a insistência e a persistência, aliada ao trabalho árduo, quase sempre dão frutos.

Pouco iludidos com o saldo de 10-0 que levaram para o Jamor, os jogadores do Benfica, trabalharam desde o primeiro minuto para que a história do ano passado não se repetisse. Na nossa memória, ainda estavam a derrota na 1ª volta e o empate da 2ª, com dois golos oferecidos de bandeja e que encheram de esperança os nossos mais diretos adversários e a nós de uma dúvida constante que só se dissipou aquando do apito final do último jogo.

Com uma boa ocupação dos espaços, boa posse de bola e um guarda redes sem medo de abandonar os postes, aliada a alguma falta de pontaria dos homens de vermelho, o Belenenses SAD, lá foi levando a água ao seu moínho.O carrossel lá da frente, Pizzi, Rafa, RDT e Sefe, bem rodou, e rodou bem, muito movimentados, sempre à espreita de uma oportunidade, ora à direita ora à esquerda, mas a concretização esteve abaixo da eficácia dos dois jogos anteriores. E não fosse a defesa estrondosa do Odysseas aos 45´, após uma infeliz escorregadela de Rúben Dias, e os da SAD podiam ter ido para o intervalo a ganhar. 

Pedia-se uma segunda parte com a mesma insistência e persistência mas com mais pragmatismo na hora de finalizar os lances. Assim entraram os homens às ordens de Lage, e quem mais que não Rafa, numa jogada de insistência e persistência terminada com categoria, num remate que deixou pregado ao relvado o guarda redes do Burkina Faso, inaugura, finalmente o marcador. Estava ferido o borrego mas não morto, como ficou provado no lance em que Tavares não consegue pontapear a bola em plena área benfiquista e o remate do jogador do Belenenses SAD, sai muito perto do poste da baliza à guarda de Odysseas. Ficava o aviso, 1-0, era curto muito curto. E perante este aviso, o SLB, volta a atirar-se para a frente, à procura de mais um golo que pudesse tranquilizar a equipa, mas sem perder o sentido de alerta necessário para evitar quaisquer dissabores nos últimos minutos. Assim se chega ao 2-0, numa jogada conduzida por Chiquinho, acabado de entrar, mas com todos os sentidos postos no objetivo de ampliar o marcador, e que bem que ele se entende com Sefe, numa tabela que baralhou os defesas contrários incluindo o guarda redes, ofereceu a este o golo mais fácil da noite.....se calhar por ter sido tão fácil para o Sefe, houve alguém que decidiu complicar as coisas....golo anulado por fora de jogo...não adianta nada dotar os homens que estão em frente ao monitor a ver e rever os lances, da última tecnologia quando o pior cego é aquele que não quer ver, ou neste caso, o cego que mesmo não vendo nada inventa que viu!!! Nada disto esmoreceu a vontade de compor o marcador, com o resultado que traduzisse o que realmente se passou em campo, uma equipa sempre em rotação máxima no ataque e a outra defender-se como podia. Não foi um rolo compressor mas 1-0 era escasso para o que se fez. Provavelmente, com este pensamento, Pizzi decide colocar o seu nome na ficha de jogo e assina o 2-0 já em tempo de desconto, mas ainda a tempo de fazer justiça ao trabalho que a equipa de Lage fez. Agora sim, o borrego tinha morrido!

Destaques, o carrossel da frente Pizzi-Rafa-RDT-Sefe, sempre muito movimentados e nunca desistindo ou desanimando, mesmo quando as coisas não corriam bem (muitas alegrias nos vão dar, estou certa!), carrossel que não se desfez ou ressentiu com a entrada de Chiquinho, uma agradável surpresa para mim, Florentino, cujos tentáculos chegam cada vez mais longe, está em todo lado e Odysseas, que em momentos decisivos tem estado irrepreensível (todos aqueles que julgavam que a procura que dizem o SLB fazer por um guarda redes de topo, afetaria pela negativa a performance do Ody, tem um sapo para engolir!!!). Um destaque também para o Lage que matou o seu borrego, mas que espero, continue na senda de todas as semanas ter um borrego para matar, ou seja, a conquista dos três pontos em todos os jogos.

Notinha muito pequenina para a equipa de arbitragem (pequenina assim como a competência deles!!), cegam perante evidências que chocam quando vistas e revistas nos ecrãs e veem pulgas em África quando nada se passa.....fantástico!

Agora é preciso não perder o Norte, ou melhor, não perder com o Norte, representado pelas duas equipas que iremos encontrar nas próximas semanas, e manter o primeiro lugar, nosso lugar por direito!

A bola, lá o Jamor, rolou, e continua a rolar bem, porque a bola não é quadrada!!

 

 

 

12
Ago19

OS ALEMÃES DO BENFICA!

A Dona da Bola

BENFICA PAÇOS FERREIRA.jpg

 

Não, não me enganei no título deste post, quero mesmo dizer os Alemães do Benfica e não, não temos nenhum jogador nem sequer treinador de origem germânica. São cada vez mais portugueses os jogadores que alinham pelo SLB e o treinador, esse mais português não podia ser. Mas somos germânicos a jogar, ai não concordam? Se não vejam, primeiro jogo do campeonato, contra o Paços em casa, casa cheia - 62.956 adeptos, 99% do Benfica - jogo após ressaca da goleada infrigida ao Sporting e defesa do título que é nosso até Maio, tudo ingredientes para uma grande partida de bola com resultado, de preferência, igual ao da semana anterior (aqui acertamos!). 

Mas o jogo não foi fácil, o Paços bem a defender não deixou que o SLB pudesse desenvolver o seu futebol rápido e vertiginoso e o Benfica ressentiu-se disso. Com os processos ainda a ser interiorizados, a coisa não se estava a dar. O que fazer então?? Fácil, ligar o nosso botão germânico e desbloquear o jogo. O botão germânico é aquele botão que nos retira toda e qualquer caraterística latina que possamos ter e nos reveste da frieza necessária para, quando temos meia oportunidade de golo, a transformamos em golo e meio (se houvesse possibilidade de um golo contar por 1,5 o primeiro golo do jogo era sério candidato a isso!!). Calhou ao estreante Nuno ligar o botão e do meio da rua, implacável como os germânicos desferiu o primeiro golpe na equipa da capital do móvel. Pronto, a coisa estava desbloqueda pelo menino do Seixal (onde já vi este filme?!?!). Podíamos despir a capa de gelo e voltar ao calor do futebol latino e cavalgar para mais uma goleada.

O nervosismo e a ansiedade tinham ficado para trás e minutos depois Pizzi descansa as hostes ao converter a grande penalidade (oh homem, tu tem calma com os penalties que esse título não é para ti!!!). Veio o intervalo com um resultado mais ou menos tranquilizador mas com uma exibição longe daquilo que os benfiquistas, mal habituados por seis meses de classe, desejariam. Mas era só o primeiro jogo desta maratona e ainda temos mais 33 para mostrar toda a nossa classe.

A segunda parte começa com uma toada parecida com a da primeira e depois de dois ou três falhanços mais ou menos flagrantes do Seferovic, o terceiro surge numa combinação típica mas com intervenientes novos, Nuno (outra vez este miúdo?!?!?), Chiquinho e Sefe que há sempre uma em que acerta. Pronto 3-0, já começava a ser um resultado que nos agradava! Ainda houve tempo para mais uma golo de Pizzi, sem ser de penalty, para não haver dúvidas da qualidade do capitão, após assistência deliciosa - bola picada por cima do defesa - do Nuno, o miúdo (endiabrado o menino!!!). Depois foi deixar os meninos brincar.... Jota que se podia ter estreado, mas o guarda redes adversário impediu, e Vinicius que já não é nenhum menino, fez o gosto ao pé num golo à ponta de lança a passe, advinhem lá de quem??, do Nuno (agora já não sei mais que escreva!!!). La Manita estava consumada, barriga cheia, adeptos felizes! Agora só falta encher o olho, com aquelas exibições que nos deixam extasiados! Tenho fé que vá acontecer mais cedo ou mais tarde.

Palavras especiais, Nuno, miúdo se à direita és assim imagina à esquerda a tua posição natural onde não precisas de qualquer adaptação ou treino especial, ansiosa por ver. Pizzi, aquele com quem podemos sempre contar, Sefe, sempre na luta nunca desiste e tem sempre a recompensa merecida, Chiquinho, entra e rende como se já fizesse parte desta equipa há muito tempo e Vinicius porque aproveitou bem os poucos minutos em campo (tens a certeza que não tens uma costela germânica?!?!?). E, last but not least, Lage, sempre sóbrio, nunca descansa sobre os louros que vai colhendo, como ele próprio disse "não põe a cabeça na areia quando perde mas também não se põe em bicos de pés quando ganha", a minha sentida salva de palmas.

Atenção aos estados eufóricos, não vamos ganhar sempre 5-0, e haverão jogos em que o nó será mais difícil de desatar! Mas com o trabalho que se tem feito acredito que com mais ou menos dificuldade poderemos chegar a bom porto. A gestão desta euforia será porventura o trabalho mais difícl de Lage.

Sábado há mais, num estádio que não nos traz boas recordações da época passada, mais um estímulo para que a exibição seja uns pontos acima da de sábado mas com um resultado idêntico, a vitória ( e nem precisa de ser por 5-0!!).

Sábado a bola rolou, bem redondinha, porque a bola não é quadrada!!

 

 

 

 

05
Ago19

O AFINADOR DE PIANOS E OS SUSPEITOS DO COSTUME

A Dona da Bola

SUPERTAÇA.jpg

Domingo 4 de agosto início da nova temporada.... nós, os malucos da bola, aguardamos sempre impacientemente por este dia.

Primeiro jogo, primeiro troféu em disputa, duas equipas, novas caras, outras nem por isso, estádio cheio, bom tempo, tudo se conjugava para uma grande noite de futebol... e foi....se foi....

Temos que admitir que os primeiros minutos de jogo e as primeiras oportunidades de golo foram do Sporting e não fosse o The Rock Odysseas e podíamos estar a perder por 2 zero aos 30 minutos! É verdade, mas numa equipa de 11 jogadores em que um deles tem como única função não sofrer golos, convém que este cumpra exemplarmente a sua missão, e o The Rock assim o fez, esteve intransponível até, e principalmente, para o BF!

Depois desta vontade leonina de estar por cima do jogo chegou a hora do SLB acalmar a coisa e mostrar que queria ganhar o troféu. Nestas horas esperamos sempre que os novos, aqueles que chegaram agora, nos provem que quem os trouxe teve razão, e que a nossa equipa com eles ficou muito melhor, ainda mais importante para nós benfiquistas esta questão se punha, quando ficamos sem Jonas e João Félix, duas das estrelas maiores da Reconquista. Mas desengane-se, quem pensava que seriam precisas novas estrelas na constelação Benfiquista. Não, foram os suspeitos do costume a fabricar o primeiro de uma mão cheia de golos. Com o azimute calibrado, Pizzi, coloca a bola milimetricamente no pé do Rafa, que mesmo tendo ali ao lado o RDT, jogador mais que credenciado quanto aos golos, não parou para pensar e de primeira (sim de primeira, como está diferente o Rafélix!!!) colocou a bola no fundo das redes verdes e brancas! Pronto, primeira explosão de alegria....

Foi um rude golpe para os sportinguistas, que estavam por cima, mas o futebol é mesmo assim (como disse o outro).

Intervalo em vantagem é sempre bom, mas 1-0 é sempre curto e portanto a segunda parte tornava-se ainda mais aliciante! A melhor maneira de se defender uma magra vantagem é engordá-la, e assim se fez, mais uma vez os suspeitos do costume, mas agora invertidos e com a colaboração precisosa do Mathieu (tentar sair com a bola controlada já não é fácil quando tens o adversário em cima de ti, agora ainda tentar fazer coxinhas ao Rafa, aí é demais...). E aí o controlo emocional dos de verde foi perdido para sempre (como disse o outro). Grimaldo que não gosta de ficar para trás no que ao protagonismo diz respeito, cobra de forma exímia um livre e coloca o marcador em 3-0. Pronto, agora podíamos curtir o jogo, livres do nervosismo de um resultado que não era traqnuilizador, podíamos nos refastelar a ver o que sobrava do jogo. Pensava, ingenuamente, que refriaríamos a pressão, que baixaríamos o ritmo, e que os 25 minutos que restavam seriam um passeio tranquilo até aos 90 minutos. Mas isso era antes, antes do Afinador de Pianos chegar, com ele não há cá resultados feitos, não, a pressão é para se fazer durante o jogo todo, do Ody ao Sefe, não há cá recuos, não com ele é sempre com a potência máxima, é até o piano não ter ponta de desafino! E assim se chegou ao 4º numa receção orientada primorosa do Pizzi (oh pá, quando tu estás a 100% és uma máquina!!!) e ao 5º numa insistência do Sefe (que nunca desiste mesmo que tenha feito  124655895861 remates e não tenha entrado nenhum!) permitindo ao Chiquinho o seu primeiro golo oficial no SLB!!!

Que barrigada! 5 golos, um troféu, uma boa exibição e uma convicção de que quando o Afinador de Pianos tiver a máquina no ponto, teremos uma equipa difícil de bater e que lutará em todas as batalhas que aí vem até à última gota de suor (e de sangue se for preciso).

Não posso deixar de dar uma palavra ao Gabriel, que Pensador que está, com visão e uma precisão de passe de longa distância impressionante, ao nosso Polvo Tino, que está em todo lado a toda a hora, aos Muros Rubén e Ferro que apesar daquela entrada meia desorientada, se alinharam e tornaram a muralha quase intransponível, ao Nuno Tavares, que apesar de não ser sua a posição onde jogou fez uma boa partida (do outro lado do campo seria excecional, não tenho dúvidas) ao Sefe que nunca desiste e ao RDT que mostrou já um bocadinho do craque que é! E aos que ainda não fizeram o gosto ao pé ontem, estou desejosa de escrever umas linhas sobre as vossas qualidades também, confiem no Afinador de Pianos que quando for hora certa ele vos dará a oportunidade que merecem.

Ah que bela forma de começar a época, ontem a bola rolou no calor do Algarve, rolou e rolou porque a bola não é quadrada!

Até sábado na Catedral....

 

 

 

04
Jul19

M.A.C.I

A Dona da Bola

M.A.C.I..jpg

Acabadas as férias, as dos jogadores da bola entenda-se, o resto do povo aguarda pacientemente pelo "lindo mês de Agosto", é agora hora de regressar aos clubes, ou não, e voltar a dar ao fisico.

Entre bronzeados e mais alguns kilos, os jogadores lá se apresentam à sua entidade patronal para mais uma época de glória (para alguns pelo menos!!!).

Caras novas, caras menos novas, caras habituais e ausência de caras assim são os primeiros dias da nova época!

Falando em ausências, a mais sentida, para nós benfiquistas é a do nosso Félix que a troco de uns míseros 126.000.000 €, lá voou em direção a Madrid! Entre verdadeiros ataques de azia e raiva o negócio fez-se e os milhões vem mesmo para os cofres da Luz (tenho me deliciado com o que já li de adeptos de outros clubes sobre o negócio, desde a falência do Atlético de Madrid, até ao endividamento do SLB para vender o Félix, tem sido uma barrigada de riso!!!).

Mas falando do negócio propriamente dito, financeiramente é fabulástico, assim como o talento do Félix, para o clube apesar de neste momento não estar a precisar de tanta liquidez. Para o menino, financeiramente, é um sonho, que paga todos os sacrifícios que foram feitos pela família de Viseu.

Desportivamente, só é bom para o Atlético de Madrid, que ganha um craque ainda com margem de progressão. Para o Félix, espero que também o seja, embora seja difícil de prever, porque estas coisas não dependem só do talento. Para o SLB nem por isso, apenas 5 meses de Félix, deram para ganhar o campeonato, mas ficou a sensação de que podia ser muito mais. E bem que o clube merecia...

A venda do passe do Félix, faz-me lembrar os bolos de caneca que em 5 minutos estão prontos e em 5 minutos são devorados, ficando no final a sensação de que merecíamos mais.Estes talentos deviam ficar mais tempo no clube, deixá-los virarem ídolos dos adeptos, pelos feitos quer a nível nacional quer a nível internacional. Devíamos poder "explorá-los" mais, "sacar" todo potencial, ficarmos espantados de jogo para jogo, época para época com toda a evolução e com todo o talento! Não queremos bolos de caneca, queremos bolos que levam horas a fazer, que tem que levedar e cozer lentamente no forno, assim como o Christmas Cake que a minha mão faz, 2 ou 3 meses antes do Natal, que é regado todas as semanas e que quando é degustado tem todo o sabor que um bolo pode ter, que se sente que foi feito com tempo, retirando de todos os ingredientes o seu melhor, e que não se consegue comer todo de uma vez, são precisas muitas garfadas! E no final, a sensação de que todo o tempo investido e de espera valeu a pena!

Não queremos craques instantaneos, queremos craques que se afirmem em casa, numa ou duas ou três épocas, e depois sim possam voar para outras paragens, pois Portugal é muito pequeno para tais talentos.

Vou criar o movimento - M.A.C.I - Movimento Anti Craques Instantaneos - para que estes nossos diamantes possam ser explorados por quem os descobriu, formou e deu oportunidade de mostrarem o seu talento ao mundo, e só depois disso, possamos "ceder" - a troco de uns milhoezitos, claro - ao resto do mundo.

Uma palavra ao LFV, que tem feito o trabalho de casa, no que diz respeito às nossas pérolas, tem renovado com todos e subido as cláusulas para muitos milhões, o meu aplauso pelo trabalho.

Cadiz, Chiquinho e De Tomás, espero escrever coisas maravilhosas sobre o vosso talento esta época, mas só depois de ver o vosso desempenho com o manto sagrado vestido, até lá a melhor sorte.

Lage, a única coisa que posso desejar é que continues com a lucidez, sabedoria e discernimento que te acompanharam a época passada, se assim for seremos mais uma vez felizes (ansiosa por saber como será uma época inteira aos comandos deste senhor!).

A bola ainda não rolou, mas está quase, quase...porque a bola não é quadrada!

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D