Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Bola não é Quadrada!!

A Bola não é Quadrada!!

12
Ago19

OS ALEMÃES DO BENFICA!

A Dona da Bola

BENFICA PAÇOS FERREIRA.jpg

 

Não, não me enganei no título deste post, quero mesmo dizer os Alemães do Benfica e não, não temos nenhum jogador nem sequer treinador de origem germânica. São cada vez mais portugueses os jogadores que alinham pelo SLB e o treinador, esse mais português não podia ser. Mas somos germânicos a jogar, ai não concordam? Se não vejam, primeiro jogo do campeonato, contra o Paços em casa, casa cheia - 62.956 adeptos, 99% do Benfica - jogo após ressaca da goleada infrigida ao Sporting e defesa do título que é nosso até Maio, tudo ingredientes para uma grande partida de bola com resultado, de preferência, igual ao da semana anterior (aqui acertamos!). 

Mas o jogo não foi fácil, o Paços bem a defender não deixou que o SLB pudesse desenvolver o seu futebol rápido e vertiginoso e o Benfica ressentiu-se disso. Com os processos ainda a ser interiorizados, a coisa não se estava a dar. O que fazer então?? Fácil, ligar o nosso botão germânico e desbloquear o jogo. O botão germânico é aquele botão que nos retira toda e qualquer caraterística latina que possamos ter e nos reveste da frieza necessária para, quando temos meia oportunidade de golo, a transformamos em golo e meio (se houvesse possibilidade de um golo contar por 1,5 o primeiro golo do jogo era sério candidato a isso!!). Calhou ao estreante Nuno ligar o botão e do meio da rua, implacável como os germânicos desferiu o primeiro golpe na equipa da capital do móvel. Pronto, a coisa estava desbloqueda pelo menino do Seixal (onde já vi este filme?!?!). Podíamos despir a capa de gelo e voltar ao calor do futebol latino e cavalgar para mais uma goleada.

O nervosismo e a ansiedade tinham ficado para trás e minutos depois Pizzi descansa as hostes ao converter a grande penalidade (oh homem, tu tem calma com os penalties que esse título não é para ti!!!). Veio o intervalo com um resultado mais ou menos tranquilizador mas com uma exibição longe daquilo que os benfiquistas, mal habituados por seis meses de classe, desejariam. Mas era só o primeiro jogo desta maratona e ainda temos mais 33 para mostrar toda a nossa classe.

A segunda parte começa com uma toada parecida com a da primeira e depois de dois ou três falhanços mais ou menos flagrantes do Seferovic, o terceiro surge numa combinação típica mas com intervenientes novos, Nuno (outra vez este miúdo?!?!?), Chiquinho e Sefe que há sempre uma em que acerta. Pronto 3-0, já começava a ser um resultado que nos agradava! Ainda houve tempo para mais uma golo de Pizzi, sem ser de penalty, para não haver dúvidas da qualidade do capitão, após assistência deliciosa - bola picada por cima do defesa - do Nuno, o miúdo (endiabrado o menino!!!). Depois foi deixar os meninos brincar.... Jota que se podia ter estreado, mas o guarda redes adversário impediu, e Vinicius que já não é nenhum menino, fez o gosto ao pé num golo à ponta de lança a passe, advinhem lá de quem??, do Nuno (agora já não sei mais que escreva!!!). La Manita estava consumada, barriga cheia, adeptos felizes! Agora só falta encher o olho, com aquelas exibições que nos deixam extasiados! Tenho fé que vá acontecer mais cedo ou mais tarde.

Palavras especiais, Nuno, miúdo se à direita és assim imagina à esquerda a tua posição natural onde não precisas de qualquer adaptação ou treino especial, ansiosa por ver. Pizzi, aquele com quem podemos sempre contar, Sefe, sempre na luta nunca desiste e tem sempre a recompensa merecida, Chiquinho, entra e rende como se já fizesse parte desta equipa há muito tempo e Vinicius porque aproveitou bem os poucos minutos em campo (tens a certeza que não tens uma costela germânica?!?!?). E, last but not least, Lage, sempre sóbrio, nunca descansa sobre os louros que vai colhendo, como ele próprio disse "não põe a cabeça na areia quando perde mas também não se põe em bicos de pés quando ganha", a minha sentida salva de palmas.

Atenção aos estados eufóricos, não vamos ganhar sempre 5-0, e haverão jogos em que o nó será mais difícil de desatar! Mas com o trabalho que se tem feito acredito que com mais ou menos dificuldade poderemos chegar a bom porto. A gestão desta euforia será porventura o trabalho mais difícl de Lage.

Sábado há mais, num estádio que não nos traz boas recordações da época passada, mais um estímulo para que a exibição seja uns pontos acima da de sábado mas com um resultado idêntico, a vitória ( e nem precisa de ser por 5-0!!).

Sábado a bola rolou, bem redondinha, porque a bola não é quadrada!!

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D